Há quem goste delas curtas, há quem as aprecie mais longas, mas para nós o tamanho não importa, uma história merece sempre ser contada.

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Bate leve, levemente, como quem chama por Mel...

Gina batia e batia e a porta não abria....

9 comentários:

Melissinha disse...

arre.

Ana C. disse...

Ah Ah Ah
Gina batia o quê?
Ah na porta está bem.
Vá Melissa põe a caneta no modo vibratório e começa a dar ao dedo.
Chiça que isto soou tudo tão pornográfico.

Kitty disse...

Tenho cá para mim que esta Gina só se vai satisfazer no dia em que afinfar o cavalo do Netherfield.

Miguel disse...

Kitty, Kitty... tu não me dês ideias...

Ana. disse...

Bolas, ainda bem que era a Gina que batia! Se fosse o Netherfield é que isto tinha descambado de vez!!

Ana lá, Mel, menos mergulhos e mais episódios calientes!!

;)

Melissinha disse...

arre, como falam.

Nuvem disse...

Melissinha... atão pá???
Está uma pessoa aqui em ânsias de saber o que vai aocntecer...
o que vai palpitar agora?

Melissinha disse...

Tá muito quente para pensar em sexo!

Ana. disse...

"Tá muito quente para pensar em sexo!" WHAAAT?

Há é que aproveitar o calor e a extraordinária acção que ele exerce no hipotálamo, predispondo a pessoa para o regabofe!!

Vá lá, Mel!!

Vais deixar-me ir de férias sem saber o que acontece a estes dois?! Ou três? Isso é que era!!

Eu hoje não estou bem! É do calor!

;)