Há quem goste delas curtas, há quem as aprecie mais longas, mas para nós o tamanho não importa, uma história merece sempre ser contada.

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

O Palpitar da Paixão - Jaz Morto e Arrefece

Um grito gutural, quase animal enche a divisão, congelando tudo em volta. Um grito de guerra enraivecido torna a voz de Daniel irreconhecível enquanto se lança na direcção de Thomas com um olhar possuído. Este apenas tem tempo de cobrir Gina com o seu próprio corpo, escudando-a daquela brutal investida.
- Tu mataste-a e agora vais morrer também como o cão que és! – Daniel desfere o primeiro golpe, mas Thomas consegue travá-lo com um pontapé bem aplicado no peito do jovem.
- Daniel o que é que se passa? – A voz de Gina soa estranhamente calma. Calma demais. Mas nenhum dos dois a escuta, pois envolveram-se numa mortífera luta pela vida. Thomas querendo prolongar a sua própria vida, Daniel querendo ceifá-la a todo o custo.
- A minha mãe morreu por tua culpa, das tuas depravações e agora vais pagar por isso, tu e essa cadela no cio!
- Daniel eu nunca matei a tua mãe, eu amava-a com todas as minhas forças! A Gina não tem culpa de nada, simplesmente aconteceu. Eu tenho o direito de refazer a minha vida.
Thomas completamente despido, despojado da sua virilidade, parecia quase patético a Gina que tentava cobrir-se com uma almofada, enquanto se aproximava dos dois.
- Eu é que enfeiticei o Thomas. Se queres matar alguém mata-me a mim – Gina estava agora entre os dois e o seu peito tentava suster a respiração assustada. Do outro lado da janela as duas mulheres pareciam sorrir, cúmplices, como se dominassem toda a cena que se desenrolava.
Qualquer coisa demoníaca bailava no olhar do jovem, enquanto fitava ora um, ora outro, como para decidir qual dos dois leva primeiro para o Inferno.
- Gina sai daqui, foge. – A voz de Thomas é agora um fio inaudível. A única motivação que Daniel precisava para soltar o carrasco de dentro de si. Levantando o machado bem alto prepara-se para tirar Gina do caminho, da pior forma possível, mas Thomas empurra-a deixando que o machado tombe sobre ele e Daniel, atrapalhado acaba por enterrar a lâmina mais abaixo, bem mais abaixo do coração.
Um jacto de sangue corre pelas pernas do patriarca, enquanto este cai de joelhos, sucumbindo à dor e ao choque. Gina grita num exorcismo improvisado:
- Ordeno-te que deixes este corpo em nome de Cristo!
Daniel treme, pois mesmo à sua frente, empunhando o velho crucifixo como uma arma, Gina reza com uma devoção assustadora. Daniel parece vacilar ante as palavras divinas.
- Ordeno-te que deixes este servo de Deus em nome de Cristo! Vai de retro Satanás! Pai Nosso Que Estais no Céu...
Daniel sente-se agoniado, não suporta a visão da cruz, as palavras santas queimam-no por dentro.
Gina olha a janela enquanto reza, as duas mulheres desapareceram.
Thomas está caído no chão, desfalecido de dor e mesmo ao seu lado, ironicamente arrancado pela raiz, jaz o seu membro sem vida.

9 comentários:

Miguel disse...

AH AH AH!!! Por esta é que não esperava!! Ficou o Thomas sem o seu vigoroso tronco!!! Boa malha! Ou deverei dizer machadada??
;)

Ana. disse...

Tadinho do Netherfield!!

Fiquei contudo alíviada por ele nunca ter morto a mãe do Daniel! Podia tê-la morto uma ou duas vezes, mas não, como homem íntegro que é, nunca a matou!!

Tu matas-me é de riso!!
E agora, quem continua?!

;)

Nuvem disse...

o que vale é que agora conseguem operar o homem e ele fica como novo.
Olha o americano que até faz filmes pornográficos...
Agora perder o seu membro viril é que não pode ser.

Boa continuação Ana :)

bjs

Melissinha disse...

OOOOUCH.
E é porque nem tenho um.
Antão e agora?

Ana C. disse...

Será que Gina de seu nome conseguirá continuar a amar o homem sem a parte do sexo? Será que um amor de verdade resiste à ausência de pila?
Não perca os próximos capítulos...

Melissinha disse...

HAHAHAHAHAHA
Eu aposto na pila.

Melissinha disse...

Mas como a história agora tá gótica, sei lá, vai que a pila ganha vida e dispensa-se o Thomas.

Ana C. disse...

Olha que bela ideia, a pila ressuscitada fica com a Gina e ela não precisa dos homens para nada. Assim fica uma pilachachada :)

Ana. disse...

Vocês andam-se a esquecer de tomar as gotas!!
;)